Etiquetas

, , ,

A Chinesa acha vergonhoso que os governantes portugueses falem em nome do povo como se ele estivesse de acordo com as políticas de ruína implementadas. O mundo de fantasia onde os nossos líderes se movem só existe nas suas cabeças e nas reuniões à porta fechada onde brincam de capitalistas bem intencionados, como se isso fosse possível. E além de falarem do povo ainda têm o desplante de o comprometerem a sacríficios e esforços em nome de uma “crise” que foram “eles” que a provocaram. Mentirosos e ladrões é o que A Chinesa chama aos nossos famigerados líderes. Mas há que dar-lhes o devido valor por estarem sempre de cú voltado para a Europa à espera da próxima injecção de capital! Enquanto eles falam e enchem a pança, o povo trabalha e morre sem poupança. Qualquer ideia que se manifeste em favor de mais trabalho e menos salário merecerá o repúdio total por parte d’A Chinesa que não acredita que o trabalho feito para patrões castradores e monopólios fascistas contribua para o crescimento económico de Portugal.

Por último A Chinesa relembra que os feriados religiosos são vestígios nojentos de uma época que fez do povo escravo e como tal não simpatiza com a ideia de adiar o seu desaparecimento para um, possível, próximo ano mas antes apela que todos os dias religiosos sejam definitivamente apagados do calendário.

 A Chinesa
19.4.2012

Anúncios