Etiquetas

, ,

PE abriga anticomunismo

Uma conferência internacional intitulada “Quadro Legal dos Crimes Comunistas” teve lugar, dia 5, no Parlmanento Europeu, organizada, entre outras, pelo Partido Popular Europeu e pela “Plataforma Europeia Memória e Consciência”.

A propósito desta iniciativa, o grupo dos deputados do PCP emitiu uma nota à imprensa considerando “inadmissível a associação da instituição Parlamento Europeu a esta jornada antidemocrática, que atenta contra as liberdades fundamentais dos indivíduos e dos povos e ao  seu direito de lutar contra o sistema capitalista e de aspirar a projectos de sociedade alternativos”.

O texto recorda que tal iniciativa, na sequência de “várias outras do mesmo cariz, realizadas dentro e fora do PE”, tem como objectivo a condenação dos alegados “crimes comunistas” e visam criminalizar “a ideologia comunista, a acção presente e passada dos comunistas, como já acontece em países como a Eslováquia, a República Checa ou a Hungria, sendo este um ataque e chantagem não só realizada contra todos os partidos comunistas, mas contra todas as forças de esquerda que ousam defender projectos alternativos e lutar contra a exploração do capitalismo”.

Procurando “falsificar a história”, “estas acções não pode ser desligadas das consequências desastrosas provocadas pela crise capitalista, pela cada vez mais evidente incapacidade de resolução dos dramas sociais e económicos gerados pelo próprio capitalismo, e pelo temor que os seus organizadores sentem em relação à crescente capacidade de atracção dos partidos comunistas e forças de esquerda. Esta acção pretende criminalizar, ilegalizar, reprimir, não apenas a acção dos comunistas mas de todos os democratas que se oponham, e que se opuserem no passado, à dominação e exploração capitalista”.

Fonte Jornal Avante! 14.6.2012 

Anúncios